Resenha Beleza Perdida – Amy Harmon 

  
Título: Beleza Perdida 

Autor: Amy Harmon

Editora: Verus Editora 

Páginas: 332

Capa: 5 classificações, favorita 

Classificação: 5 estrelas, favorito. 

Beleza perdida vai contar a história da Fern Taylor e do Ambrose Young. Ambrose é um grande lutador na cidade onde mora, com o corpo definido, cabelo grande, é lindo, até que um dia resolve ir com seus amigos para a guerra, porém, só um retorna. Fern tem uma paixão por Ambrose desde muito tempo, porém ele nunca notou ela. 

O livro conta histórias atuais, e conforme certas coisas são faladas, contam histórias que já se passaram.  

Depois da guerra, Ambrose não é o mesmo. Ele está completamente diferente. Sua beleza que era uma coisa muito especial para ele não está muito presente. Vários benefícios do corpo não estão mais presentes para ele. Muitas pessoas o julgam agora por causa do que fez, mesmo não tendo culpa nenhuma. Ele tem agora outra visão da vida. 

Uma das únicas coisas que o restou até hoje são o amor de Fern, que agora é mais vista por ele. Ela esta muito mudada desde a escola. Mais bonita, mais amadurecida. 

Fern tem um primo que é seu melhor amigo que se chama Bailey, ele tem distrofia muscular. Ela o ajuda em tudo praticamente. Sua doença as vezes não permite que a pessoa ultrapasse os 21 anos, então, Bailey não tem medo da morte, na verdade é como se estivesse pronto para ela. Já tem em sua casa, tudo separado para cada pessoa, e não desperdiça tempo de dizer eu te amo. 

O livro então vai contar a história deles. E gente, juro o livro é muito perfeito. Acho que TODOS têm que ler Beleza Perdida, pois é um livro M-A-R-A-V-I-L-H-O-S-O. Sabe quando você lê um livro tão bom, que foi feito pra você, e não tem palavras para descrever ? É o que eu acho desse livro. 

Me apaixonei muito por cada personagem (OK, talvez não todos, somente alguns dá uma vontade de matar no fundo do rio, deixar ele sofrendo lá sem ninguém pra ajudar ele. Quem já leu o livro vai entender o porque). 

Sério gente, esse livro é muito bom. Todos devem ler. Deixar realmente uma boa mensagem de como a gente perde muitas oportunidades por causa do medo. De como a gente reclama muito da vida enquanto outras pessoas estão passando por momentos difíceis. O quanto o amor é importante em nossas vidas.  

Eu não tenho nem palavras pra falar o quanto esse livro é bom, porque sério, eu não consigo nem dizer o mix de sentimentos que ele me trouxe. 

  

[642 coisas] No fim, ela é sim meu reflexo. 

  

Ela não lidava muito bem com as palavras pessoalmente, não sabia o que falar, certos assuntos precisam de muito pensamento para não se falar bobagem. Mas com palavras escritas ela se dava muito bem. 

Seu cabelo era curto, mas não tão curto, batia no ombro, e tinha uns cachos definidos e bonitos. Ela tinha uma beleza natural, não gostava de usar maquiagem nem nada do tipo, achava que se uma pessoa tem que te conhecer, que te conheça do jeito que você é, e não com um quilo de pó, base, e tudo o mais relacionado a maquiagem no rosto. 

Seus olhos, castanhos, não pareciam felizes mas não pareciam tristes. Pareciam ter saído de uma desilusão amorosa a pouco tempo, ou ter tido uma perda a pouco tempo, ou qualquer outra coisa que a deixe triste. Talvez mas de uma coisa. 

Gostava de passar um tempo sozinha, pensando, escrevendo, lendo, aprendendo. Na verdade achava que o silêncio tinha mais palavras e sentimentos do que em um festival, onde as pessoas não paravam de falar, amar, chorar, gritar, pular, cantar e se divertir. O silêncio falava muitas coisas e transmitia muitos sentimentos, porém, muitas pessoas não eram capaz de conseguir ouvir isso. 

Sua roupa falava muita coisa, como ela tinha mudado pelo tempo. Antes, seus vestidos falavam o quanto eram ingênua, hoje em dia, sua saia rodada e colorida fala o quanto é feliz. Ou o quanto tentava ser feliz. Seu corpo, ou sua falta de corpo a deixava bonita. Sua cintura era fina, suas coxas não eram grandes, nem pequenas, eram um tamanho bom, mas não pra ela, que queria somente um pouco mais de coxa, porém, era feliz com sua cintura. Nunca tinha feito nada de dieta, mas tinha a cintura do sonho de muitas meninas, e a cintura que a deixava feliz. O sorriso era reto, mas não dizia que já tinha usado aparelho. Teu sorriso transmitia paz para muitos, alegria, felicidade. Sua pele, morena. 

Não usava muitos acessórios, mas não tirava o anel de coco da mão, o anel que demonstrava que amava seu ídolo, Luan Santana, e que aconteça o que acontecer, ele sempre estaria com ela, e ela sempre estaria com ele. E quanta coisa já aconteceu pra ela simplesmente jogar o anel fora e falar que não amava mais ele, que ele não servia pra nada. Mas não, ela amava ele, e ele a fazia muito bem. Seu pescoço as vezes possuía uma gargantilha, mas nunca um colar. O fone de ouvido quase não saia do seu ouvido. Parecia que as musicas transmitiam o que ela precisava ouvir. 

Gostava de passar um tempo com a família e amigos. Valorizava muito cada um deles. Não é muito simpática com pessoas que não são simpáticas com ela, mas se você conhece ela melhor, consegue ver que ela só precisa de amor e carinho. Sorrisos as vezes saem do seu rosto por questões bobas. 

Era forte, pois as coisas que já aconteceram com ela a obrigaram a ser forte, a crescer e a amadurecer. Às vezes pra ela é difícil passar por momentos difíceis, são quando nenhuma amiga entende o que você passa, quando você não sente confiança em contar praticamente nada pra sua família, quando tudo que acontece é ruim. Mas ela consegue. Nem ela sabe de onde consegue encontrar forças para seguir. Talvez seja no silêncio. Ou nas músicas. Ou nos livros. Ou talvez até nos sonhos. Como ela iria explicar alguma coisa que não tinha ideia de como fazia ? Ela se dava bem em escrever e fazer coisas manuais. Não importa quanto tempo ela precisasse para fazer o que queria. Se tivesse o que precisasse, tempo, e silêncio, ela se jogava e dava o seu melhor. No amor não tinha tanta sorte, não até agora. Mas tinha o melhor amor que podia, o da sua família e dos amigos, mesmo as vezes sentindo falta de um amor, ou da amizade de algum menino, se sentia bem. 

Ela se perdia nas palavras, mas se perdia de um jeito bom, de um jeito que a fazia se encontrar. Pode parecer estranho se perder em um lugar e se encontrar, mas não é. Não para quem entende. Ela as vezes era vingativa, mas nem sempre era. Suas atitudes as vezes machucavam mais do que o que ela tinha sido machucada. Isso por uma lado é bom. 

Mas no fim, ela se parece comigo. Talvez ela seja um tipo de reflexo. Me vejo nela. Talvez seja isso. Somente sei que ela ainda tem muito o que viver, experimentar e aproveitar. E espero fazer parte disso. Ela era forte, ao menos pra mim, e eu me inspirava nisso pra continuar. Sou o reflexo dela. Você é de alguém. 

Ed Sheeran Book Tag 

  
Oi! Desde quando vi no canal da Melina Souza o vídeo do Ed Sheeran Book tag, fiquei louca para responder (você pode ver o vídeo clicando aqui.), elas responderam a Tag juntas, e, inclusive foram elas que criaram a tag. Por sorte do destino, a Manu do Enquanto eu leio, me escolheu para responder a tag e cá estou eu! 

Eu sou fã do Ed, e sou muito apaixonada por cada música dele. Pra mim cada uma tem um grande significado, uma grande parte que eu amo ouvir, uma frase que eu sempre vou levar pra vida inteira, ou alguma coisa assim. 

1. Take it Back – Um livro que você se arrependeu de ter comprado. 

  

Apesar do livro estar cheio de post-it, acho que esse foi o pior livro que já li. Eu já fiz resenha dele aqui, e pra mim ele foi realmente o pior livro que li. Achei a história até legalzinha, as cartas são muito legais, a capa é muito linda, a história dela é muito legal, mas, como disse na resenha ela fica de muito mimimi no livro, fica chorando muito por causa da irmã (acho que é a irmã). Então eu me arrependi bastante de ter comprado ele. 

2. One – O primeiro livro que te marcou  

 
Foi graças a Paula que meu amor pela leitura começou, e o primeiro livro que me marcou foi Fazendo meu filme. Não somente o último mas todos os livros. Todos eles têm um significado para mim, e todos me marcaram de certa forma.  

3. Kiss Me – Um livro que tenha um personagem que você se apaixonou loucamente. 

  

Sim gente, eu não só me apaixonei pela série Divergente como me apaixonei loucamente pelo Tobias! Não me apaixonei tanto pela Tris, pois ela as vezes chega a fazer coisas que irrita muito, mas o Quatro pensa tanto antes de fazer as coisas, cuida tão bem, se preocupa tanto. Ai gente, da vontade de casar com esse homem, por favor digam que não sou a única. 

4. The a team – Um livro que faz parte do seu top 5 da vida. 

 
O único ruim desse livro é que ele não é tão conhecido, e que quando ele acaba você sente a necessidade de falar com alguém sobre o livro, de desabafar sobre ele, mas gente, todo mundo tem que ler esse livro. Eu já fiz a resenha dele (só não publiquei ainda) e acho que esse livro é pra vida inteira. O final dele passa uma história tão linda. Não tenho nem palavras para descrever o quanto esse livro é perfeito. 
5. The city – Um livro que se passa em alguma cidade que você ama 

  

Não achei quase um livro pra essa categoria, pois todos que leio as vezes no final do livro nem lembro onde se passa a história. Mas, mesmo não sendo uma cidade que amo, peguei um com uma cidade ou um lugar que tenho vontade de morar. E um lugar que tenho vontade de morar ou ao menos conhecer, é a Redoma, pois mesmo as vezes parecendo ser chato ficar em um lugar preso sem poder ir para muitos lugares, iria ser bom, para saber melhor com quem convivo, saber melhor sobre mim mesmo, enfim. 

6. One Night – Um livro que você virou a noite lendo. 

  

Apesar do livro não ser tão pequeno assim, a história dele me prendeu muito, e o humor que tem nele também ajudou muito. E sim, eu li 448 páginas em apenas um dia. 

7. Let it Out – Um livro que assim que acabou fez você sentir que precisava conversar com alguém sobre. 

  

Amy e o clube dos 27 é uma biografia. Muitos cantores do rock, morreram no auge da carreira e com apenas 27 anos. Alguns falam que isso é uma coincidência, outros falam que não. O livro não vai contar a história de todos que morreram quando tinha 27 anos, mas vai contar a história de Amy Winehouse, Brian Jones, Jimi Hendrix, Janis Joplin, Jim Morrison e Kurt Cobain. Quando acabei de ler ele precisava conversar com alguém sobre como a vida dessas pessoas nem sempre era o que parecia ser, que muitos julgavam porque “Ah, tal pessoa morreu de overdose, era maconheira, não precisava do apoio de ninguém”, mas é muito diferente disso. 

8. You Break me – Um livro que te deixou bem mal 

  

Sim, Um caso perdido além de ser um livro ótimo, me deixou mal pelo o que a Hope estava passando, pois não seria nada fácil passar pelo o que ela estava passando. “Mas Carol, tem tanta coisa pior nesse mundo”. Sim, eu sei, mas eu me senti muito mal por ela e pela situação que ela estava passando. 

9. Smile – Um livro que te deixou bem feliz 

   
Sim, Perdida é um livro ótimo e super engraçado. Sempre tem alguma derrapada de alguém que me fez morrir de raiva, e eu fiquei bem feliz com ele.  

10. I can’t spell – Um livro ou autor que você não consegue pronunciar o nome. 

  

 Se alguém souber, por favor me manda um áudio falando porque sério, eu não consigo falar o sobrenome dele, e se algum dia conseguir falar sei que vai ser errado. Mais tenho fé que um dia eu vou conseguir, haha. 

.

Foi isso gente, espero que tenham gostado. Acho que não vou marcar ninguém pra responder, pois fica livre pra quem quiser responder. Se você for responder, não se esqueça de colocar o créditos para a Melina Souza e para a Carol Guido, que foram quem criaram a TAG. 

Beijos 💚

Como está indo – Maratona literária de inverno 2015 

  
Como disse pra vocês, todo sábado iria ter um resumo da semana sobre a maratona. Essa vez foi no domingo porque posto dia sim, dia não, e quero continuar seguindo isso! Então, vamos aos dias porque finalmente essa vai ter uma semana inteira. 

ѕáвα∂σ 

Sábado eu acordei um pouco cedo, pois tenho que ajudar minha mãe no serviço, ela trabalha fazendo bolos, e tenho que ajudar ela principalmente sábado a fazer e a entregar, pois sábado tem muita encomenda. Então, cheguei em casa por volta das 2 horas. Cheguei e comecei a ler Beleza perdida, porém, não li por muito tempo, pois fui jogar truco com algumas pessoas da minha família (que quase todo final de semana a gente se junta e joga, conversa e tals). Quando já era de noite, voltei a ler, porém não li muito porque já estava com um pouco de sono, e odiando o fato de estar gripada. 

  
∂σмιиgσ 

Domingo acordei umas 10 horas, porém, fiquei na cama sem conseguir ler porque acordei com dor de cabeça super forte, tomei remédio, deitei e fiquei quieta pra ver se passava, porque não dá pra ler com a cabeça doendo. Mas tarde minha família veio aqui pra casa e a gente começou a jogar truco (sim, minha família tem o truco no sangue, não tem condições), e dessa vez ficamos até tarde. Eles foram embora de casa mais ou menos umas 9 horas, e não ficaram mais porque minha madrinha tinha que viajar. Depois disso, fui ver um filme com minha prima (ela tem 4 anos, e vai passar a semana na minha casa) e fiquei o resto da noite lendo. 

ѕєgυи∂α 

Segunda acordei mais tarde, 12 horas. Porém, a tarde não li muito, aproveitei a tarde pra assistir alguns filmes com minha prima, e no restante da tarde ainda fui correr (porque se continuar entocada em casa sem fazer exercício nenhum não vai dar). Depois voltei pra casa, e comecei a ler 22 horas. Depois disso dei uma parada de umas 2 horas a continuei lendo. Dormi 1 hora da manhã. E mesmo que só tenha lido de noite, li bastante.

   
  

тєяçα 

Terça infelizmente não li tanta coisa pois tive que ajudar a minha tia arrumar a casa dela. Cheguei em casa por volta das oito da noite e li um pouco, depois fui assistir master chef e acabei dormindo porque eu estava morta. 

  
qυαятα 

Quarta minha prima me acordou cedo, e vi que o nascer do sol aqui de casa é completamente lindo! Ai não consegui mais dormir. Quarta acho que foi o dia que eu li mais, eu acabei de terminar de ler Beleza Perdida e fiquei completamente acabada com o final desse esse livro ele é muito perfeito, e vai sair resenha dele aqui. Gente todo mundo tem que ler beleza perdida, sério eu acho que é o melhor livro que li nessa maratona até agora. Depois que eu terminei beleza perdida comecei a ler anexos e pretendo terminar ele amanhã porque por conta das aulas que tive muitos dias antes da maratona começar, eu perdi muita coisa que poderia ter lido, muita coisa mesmo por isso pode atrasar minha meta, mas eu quero muito bater minha meta nem que seja mais da metade então eu quero ler mais rápido. 

   
qυιитα 

Quinta infelizmente não consegui ler muito. Uma dor de cabeça, uma cólica insuportável, uma febre, enfim, tudo de ruim que vocês possam imaginar, tava acontecendo. Não consegui ler, porque até pelas conversas que tinha no celular minha cabeça estava doendo, então li somente uma página do livro porque não estava mesmo conseguindo. 

  
ѕєχтα 

Sexta li bastante em compensação. De manha ainda estava com um pouco de dor de cabeça, mas de tarde tinha melhorado, e então li mais de 100 páginas. De tarde fui a biblioteca com minha prima, pois ela ama ir lá, e então, enquanto em brincava e lia (aqueles livros que ela inventa a história ou que somente tem imagens como ela é pequena) eu lia também. De noite li um pouco mais não muito pois sai, cheguei em casa umas 7 da manhã e então dormi sem ler nada.   

ѕáвα∂σ 

Sábado como eu não posso perder o costume, fui com minha família fazer o que ? Jogar truco! Gente, não tem jeito, é todo final de semana! Quando cheguei em casa comecei a assistir séries e filmes novos. Acabei vendo um filme que vou fazer resenha aqui, e uma série que vou querer acabar (ela é curta, pois começou esse ano, então, se quando terminar ainda gostar dela, posso fazer uma resenha dela). Depois comecei a ler. Dormi umas duas horas da manhã. 

  

Então gente, esse foi o post e espero que tenham gostado. Semana que vem infelizmente talvez não consiga ler tanto porque vai ter visita aqui em casa. 

Beijos e até o próximo ❤️

Wishlist Livros – Blogagem coletiva 

  
 A um tempo atrás, eu fiz alguns posts da Blogagem coletiva, que você pode conferir clicando aqui. Porém, não sei por que, a um tempo também, parei de fazer os posts, e decidi tomar vergonha na cara e ir atualizando o projeto até ficar em dia com todos os posts. Toda semana vai ter um post da Blogagem, até eu me acertar com os posts, haha. O primeiro post que vou fazer é a wishlits de livros, e coloquei todos os livros que quero por isso pode ficar meio grande kkk. 

   
Começando por séries e trilogias. A primeira que quero (ah, não ta por ordem de preferência) é a trilogia reiniciados. 

Reiniciados– As lembranças de Kyla foram apagadas, sua personalidade foi varrida e suas memórias estão perdidas para sempre. Ela foi reiniciada. Kyla pode ter sido uma criminosa e está ganhando uma segunda chance, só que agora ela terá que obedecer as regras. Mas ecos do passado sussurram em sua mente. Alguém está mentindo para ela, e nada é o que parece ser. Em quem Kyla poderá confiar em sua busca pela verdade?

Fragmentada- Kyla não deveria se lembrar de nada quando foi reiniciada. Mas segredos do seu passado atormentam sua mente. Presa em uma luta contra a opressão dos lordeiros, e ansiando por liberdade, Kyla vê seu passado e presente colidir de uma forma que ameaça sua vida. Enquanto sua busca desesperada por Ben continua, em quem ela poderá confiar em um mundo repleto de segredos e mentiras? 

Despedaçada – Kyla foi Reiniciada: sua memória foi apagada pelo Opressivo governo dos Lordeiros. Mas, quando lembranças proibidas de um passado violento começam a aparecer, surgem também dúvidas: ela pode confiar naqueles que passou a amar, como Ben? As autoridades querem a morte de Kyla. Com a ajuda de amigos no DEA, ela vai a fundo, sondando seu passado e fugindo. A verdade que ela busca desesperadamente, no entanto, é mais surpreendente do que ela poderia imaginar. Ao final do terceiro volume desta aclamada série, os mais profundos e imprevisíveis segredos serão revelados

Ficção/Romance 

 
After tudo começa aqui– No primeiro livro, Tessa, de 18 anos, sai de casa, onde mora com a mãe, para ir para a faculdade. Até então sua vida se resumia a estudar e ir ao cinema com o namorado doce que conheceu ainda criança. No primeiro dia na faculdade, onde ela passa a dividir o quarto com uma amiga que adora festas, Tessa conhece Hardin, um jovem rude, tatuado e com piercings que implica com seu jeito de garota certinha. Logo, no entanto, os dois se envolvem e Tessa, que era virgem, vê sua sexualidade aflorar. Hardin é inspirado em Harry Styles, um dos membros do One Direction. Tessa logo descobre que Hardin possui um passado cheio de fantasmas e os dois começam um relacionamento intenso e turbulento. Depois dele, ela nunca mais será a mesma. 

After depois da verdade– No segundo livro, Tessa tenta esquecer Hardin, o jovem caótico e revoltado que partiu seu coração em vários pedaços. Mas ela está prestes a descobrir que alguns amores não podem ser superados. Como apagar da memória as noites apaixonadas em seus braços, ou a eletricidade de seu toque? Hardin sabe que cometeu o pior erro de sua vida ao ter magoado Tessa tão profundamente. Ele não acha que merece tê-la de volta, mas se recusa a deixá-la partir. Neste livro, Hardin vai lutar com toda a sua força para reconquistar o grande amor da sua vida. Ao longo do caminho, os seus mais profundos segredos serão revelados. Depois da verdade, será que o amor de Tessa e Hardin resistirá?

After depois do desencontro–  Tessa passa pelo momento mais difícil de sua vida. Enquanto luta para crescer na carreira com a qual sempre sonhou, seu mundo é virado de ponta-cabeça: a inesperada aparição de seu pai e uma traição imperdoável a deixam mais fragilizada do que nunca. Hardin — com seus beijos viciantes, seu toque incendiário e seu charme de bad boy — seria o único capaz de fazê-la esquecer das dificuldades, mas até ele se vira contra Tessa quando descobre o segredo que ela vem guardando. Se este casal intenso e apaixonado já vivia por um fio antes, agora os obstáculos são maiores do que nunca. Depois do desencontro, essa história de amor sobreviverá? 

Jovem adulto / Romance
Sim, essa história parece ser chata ainda mais pelo tanto de livro que tem e pela quantidade de partes que o casal vai e volta, mas eu tenho vontade de ler e já ouvi muita gente falando que é bom. 

A editora já lançou as duas capas do próximo livro, porém, não sei se são os últimos.    
After depois da esperança– Depois de tantos obstáculos, Tessa e Hardin estão, enfim, mais maduros como casal. As dificuldades causadas pelo gênio forte dele e pela impulsividade dela ainda existem, mas eles já não conseguem negar o amor que sentem um pelo outro. Mesmo morando em cidades diferentes, estão mais apaixonados do que nunca. Se a química entre os dois já era explosiva antes, agora que eles se entregaram de vez a essa paixão, cada encontro será mais ardente do que o anterior. Mas uma cruel reviravolta do destino trará à tona todos os fantasmas do passado de Hardin. Depois da esperança, haverá forças para enfrentar mais dificuldades? 

O segundo livro ainda não tem sinopse. 

 
Eu fico tão triste que não consigo achar essa série fácil, porque ela parece ser ótima. Essa é a trilogia mundo em caos. 

O motivo–  Todd Hewitt é um garoto de doze anos, o último menino de Prentisstown, uma cidade de homens. Ele vive em um mundo cheio de “ruído” em que os pensamentos privados de todo homem e animal são audíveis. Em um mês ele estará com treze anos e será um homem. Mas a cidade está mantendo segredos para ele, segredos que vão forçá-lo a fugir do prefeito e dos homens de Prentisstown junto com seu cachorro e a primeira garota que ele já conheceu. 

Todd vive em um mundo onde um germe matou todas as mulheres, um germe que deixou os homens loucos, o germe que significou o fim dos spackles quando a loucura dos homens colocou as mãos numa arma.
A missão – Fugindo anteriormente de um exército implacável, Todd deixou Viola ser desesperadamente ferida direto nas mãos de seu pior inimigo, o prefeito Prentiss. Imediatamente separado de Viola e preso, Todd é forçado a aprender os caminhos da nova ordem do prefeito. Mas que segredos se escondem fora da cidade? E onde está Viola? Ela ainda está viva? E qual é a misteriosa resposta? E então, um dia, as bombas começam a explodir…

A guerra–  Três exércitos marcham em Nova Prentisburgo, cada um tentando destruir os demais. Todd e Viola se vêem presos no meio do conflito, sem possibilidade de fuga. Depois que as batalhas começam, como eles poderiam interromper a luta? Como eles poderiam estabelecer a paz sendo eles a minoria? E, se a guerra transforma homens em monstros, que terríveis escolhas os esperam?

De repente uma terceira voz surge na batalha, uma voz determinada a se vingar. O que você faria? Seguiria um tirano ou um terrorista? Salvaria a vida da pessoa que você mais ama, ou milhares de estranhos? Acreditaria na vitória, ou assumiria que está perdido? Se tornando adultos em meio ao tumulto, Todd e Viola questionam tudo o que sabem, correndo através do horror e indignação em direção a um final chocante.

Essa série ainda não foi completamente traduzida, somente o primeiro foi, e foi lançado esse mês. Peguei as capas originais, porém, o primeiro foi traduzido com o mesmo nome e a mesma capa. A série se chama Stage Dive. 

Lick- No impulso de uma noite de diversão e bebedeira em Las Vegas, Evelyn Thomas casou-se com um desconhecido. No dia seguinte, porém, ela se deu conta de que aquilo fora um terrível engano. Então, decidiu manter este pequeno deslize em segredo. O que Evelyn não sabia era que havia se tornado a esposa do cobiçado David Ferris, guitarrista da famosa banda de rock Stage Dive. Agora, ao retornar para sua casa em Portland, ela terá de enfrentar as perseguições de repórteres, fugir às loucuras das fãs do astro e ainda encarar sua família, que não demonstrou nenhum contentamento com o ímpeto matrimonial da jovem filha. Será que Evelyn conseguirá resistir às delícias de David a fim de permanecer como “a garota certinha” ou decidirá embarcar nessa glamourosa aventura junto ao marido rockstar?

Play– Mal Ericson, baterista da banda de rock mundialmente famosa Stage Dive, precisa limpar sua imagem rápido — pelo menos por um tempo. Ter uma boa garota em seu braço deve fazer o trabalho muito bem. Mas ele não contava com o quão divertido isso poderia ficar com exatamente a garota certa.

Anne Rollins tem problemas de dinheiro. Grandes. Mas sendo paga para jogar de namorada de mentira para um baterista demente nunca seria uma boa ideia. Não importa o quão quente ele fosse. Ela estava de olho no seu melhor amigo, Reece, durante anos. E agora que ela está supostamente tomada, ele finalmente presta atenção. Se apenas a química entre ela e sua estrela do rock parasse de bater novos patamares…

Lead– Como vocalista do Stage Dive, Jimmy estava habituado a ter o que quiser, quando quiser, seja bebida alcoólica, drogas ou mulheres. No entanto, quando um desastre nas relações públicas serve como um despertar para sua vida e o leva para uma clínica de reabilitação, ele conhece Lena, sua nova assistente em tempo integral para mantê-lo longe de problemas.

Lena não está disposta a aceitar merda do sexy roqueiro e está determinada a manter seu relacionamento completamente profissional, apesar da forte química entre eles. Mas quando Jimmy vai longe demais, Lena vai embora, e ele percebe que pode ter perdido a melhor coisa que já aconteceu com ele.

Deep– Positivo. Com duas pequenas linhas no teste de gravides, tudo na vida simples de Lizzy Rollins está prestes a mudar para sempre. E tudo graças a um grande erro em Vegas com Ben Nicholson, o sexy e irresistível baixista da Stage Dive. E daí que Ben é o único homem que já conheceu que a faz sentir completamente segura, querida e fora de controle de desejo ao mesmo tempo? Lizzy sabe que o magnífico astro do rock não está à procura de nada mais permanente do que diversão, não importa o quanto deseje que seja diferente.

Ben sabe que Lizzy está fora dos limites. Completamente e totalmente. Ela é a irmã caçula de seu melhor amigo agora, e não importa o quão quente seja a química entre eles, não importa o quão doce e sexy ela seja, ele não irá por aí. Mas quando Ben é forçado a manter a única garota por quem sempre teve um fraco fora de problemas na Cidade do Pecado, ele rapidamente aprende que o que acontece em Vegas, nem sempre fica por lá. Agora ele e Lizzy estão ligados da maneira mais profunda possível… mas irá levar a uma conexão do coração?

Essa é a série Graphic MSP, que são histórias individuais dos personagens de Maurício de Sousa, desenhadas e contadas por desenhistas brasileiros. Os dois que mais quero são Bidu Caminhos e turma da Mônica Laços. (Mas a série contém outros) 

Bidu Caminhos– Em Bidu – Caminhos, os autores Eduardo Damasceno e Luís Felipe Garrocho reimaginam a forma como Bidu e Franjinha – os dois primeiros personagens criados por Mauricio de Sousa – se tornaram melhores amigos. Uma aventura cheia de problemas, surras, desvios de rota, chuva, cachorros, decisões difíceis e ternura.

Turma da Mônica Laços– O Floquinho desapareceu. Para encontrar seu cachorro de estimação, Cebolinha conta com os amigos Cascão, Mônica e Magali e, claro, um plano “infalível”.

Em “Laços”, os irmãos Vitor e Lu Cafaggi levam os clássicos personagens de Mauricio de Sousa a uma aventura repleta de emoção, lembrança e perigos.

 
Encruzilhada–  A vida de Addison Coleman é um grande “e se…?”, graças à sua habilidade especial: Investigar Destinos. Addie é capaz de prever duas possibilidades de seu futuro toda vez que precisa tomar uma decisão. Quando os pais dela anunciam o divórcio, a garota deve escolher se vai morar com o pai entre os Normais ou se prefere ficar com a mãe no Complexo Paranormal. Para ter certeza do que a espera, Addie resolve Investigar. Em uma alternativa, ela conhece Trevor, um Normal sensível com quem logo sente uma conexão. Na outra, se envolve com Duke, o garoto mais popular da escola Paranormal. E agora, em qual futuro Addison estará disposta a viver?
A garota no trem- Um thriller psicológico que vai mudar para sempre a maneira como você observa a vida das pessoas ao seu redor. Todas as manhãs Rachel pega o trem das 8h04 de Ashbury para Londres. O arrastar trepidante pelos trilhos faz parte de sua rotina. O percurso, que ela conhece de cor, é um hipnotizante passeio de galpões, caixas d’água, pontes e aconchegantes casas. Em determinado trecho, o trem para no sinal vermelho. E é de lá que Rachel observa diariamente a casa de número 15. Obcecada com seus belos habitantes – a quem chama de Jess e Janson –, Rachel é capaz de descrever o que imagina ser a vida perfeita do jovem casal. Até testemunhar uma cena chocante, segundos antes de o trem dar um solavanco e seguir viagem. Poucos dias depois, ela descobre que Jess – na verdade Megan – está desaparecida. Sem conseguir se manter alheia à situação, ela vai à polícia e conta o que viu. E acaba não só participando diretamente do desenrolar dos acontecimentos, mas também da vida de todos os envolvidos. 

Minha vida dava um livro– Ei, aqui! Isso mesmo, estou falando com você. Você que anda pela livraria e muitas vezes perde a noção do tempo. Você, que distraidamente passa os olhos por pilhas de livros e lombadas coloridas e sempre compra mais edições do que pode ler no espaço de uma vida. Você, que agora parou para analisar esta capa entre tantas outras. Este livro é para você. A vida muitas vezes é tão maluca que chegamos a nos questionar se o que vivemos é realidade ou ficção. Experimentamos momentos e construímos enredos com tanta frequência que não surpreende pensarmos que nossa vida dava um livro. E dava mesmo! Que tal, então, escrevê-lo aqui? Se você é louco por livros tanto quanto nós, se perde o ponto e dorme tarde porque simplesmente não consegue deixar de terminar pelo menos mais um capítulo ou se já não sabe mais quantos livros leu e quantas vezes teve a vida salva por uma história, aqui estão as páginas que o aceitam e compreendem. Transforme seus sonhos, citações, lembranças e, principalmente, palavras na narrativa mais empolgante e emocionante que existe: a sua vida! E, claro, não se esqueça de compartilhar.

Muito mais que cinco minutos– Você conhece a Kéfera? Pois deveria! Com 22 anos, Kéfera Buchmann reúne quase doze milhões de seguidores nas suas mídias sociais (YouTube, Facebook, Twitter e Instagram). Só o seu canal no YouTube, “5inco minutos” (procura aí na internet), tem cinco milhões de assinantes e é o quarto mais visto do Brasil. Tá achando pouco? Ela ainda recebe diariamente centenas de mensagens de fãs do Brasil todo e é parada na rua a todo momento. Se o YouTube é de fato a nova televisão, como acha muita gente, hoje Kéfera é o equivalente aos antigos astros globais. Tão conhecida e amada quanto eles. Neste livro, que tem literalmente a sua cara, Kéfera parte de sua vida para falar de relacionamentos, bullying, moda e gafes e conta uma série de histórias divertidas com as quais é impossível não se identificar.


Um conto sombrio dos grimm–   João e Maria fugindo da própria história? Mas o que pode ter acontecido? Seus pais eram reis!! Os meninos tinham tudo que desejassem… não? Humm. Talvez a história não seja bem assim. Mas, então, qual a verdade? Descubra, acompanhando João e Maria em oito fábulas horripilantes. Em meio a muita aventura, os irmãos se deparam com bruxas, magos, caçadores com uma mira infernal, padeiros com fornos perfeitos para assar crianças… Tudo isso pode ser muito assustador, mas, diferente de outros contos de fada, é TUDO verdade! Ou, pelo menos, o mais próximo do que os próprios Grimm imaginaram.

A cidade murada– A Cidade Murada é um terreno com ruas estreitas e sujas, onde vivem traficantes, assassinos e prostitutas. É também onde mora Dai, um garoto com um passado que o assombra. Para alcançar sua liberdade, ele terá de se envolver com a principal gangue e formar uma dupla com alguém que consiga fazer entregas de drogas muito rápido. Alguém como Jin, uma garota ágil e esperta que finge ser um menino para permanecer em segurança e procurar sua irmã. Mei Yee está mais perto do que ela imagina: presa num bordel, sonhando em fugir… até que Dai cruza seu caminho.

Inspirado num lugar que existiu, este romance cheio de adrenalina acompanha três jovens unidos pelo destino numa tentativa desesperada de escapar desse labirinto.

P.s. i still love you– P.S. Eu ainda te amo – Lara Jean não esperava realmente se apaixonar por Peter. Ela e Peter foram apenas fingindo. Exceto de repente eles não estavam. Agora Lara Jean está mais confusa do que nunca. Quando um outro menino de seu passado retorna à sua vida, os sentimentos de Lara Jean para ele voltar também. Uma garota pode estar no amor com dois meninos ao mesmo tempo? O amor nunca é fácil, mas talvez isso é parte do que torna tão incrível.

(Resenha do livro para todos os garotos que já amei aqui

Fragmentados – Em uma sociedade em que os jovens rejeitados são destinados a terem seus corpos reduzidos a pedaços, três fugitivos lutam contra o sistema que os fragmentaria .

Unidos pelo acaso e pelo desespero, esses improváveis companheiros fazem uma alucinante viagem pelo país, conscientes de que suas vidas estão em jogo. Se conseguirem sobreviver até completarem 18 anos, estarão salvos. No entanto, quando cada parte de seus corpos desde as mãos até o coração é caçada por um mundo ensandecido, 18 anos parece muito, muito longe.

 

Sr. Daniels– Depois de perder a irmã gêmea para a leucemia, Ashlyn Jennings vê sua vida mudar completamente. Além de ter de aprender a conviver sem parte de si mesma, ela precisa se adaptar a uma nova rotina. Enviada pela mãe para a casa do pai, com quem mal conviveu até então, ela viaja de trem para Edgewood, Wisconsin, carregando poucos pertences, muitas lembranças e uma caixa misteriosa deixada pela irmã.

Na estação de trem Ashlyn conhece o músico Daniel, um rapaz lindo e gentil, e a atração é imediata. Os dois compartilham não só o amor pela música e por William Shakespeare mas também a dor provocada por perdas irreparáveis. Ao sentir-se esperançosa quanto a sua nova vida, Ashlyn começa o ano letivo na escola onde o pai é diretor. E não consegue acreditar quando descobre, no primeiro dia de aula, que Daniel, o belo músico de olhos azuis com quem já está completamente envolvida, é o Sr. Daniels, seu professor de inglês. Desorientados, eles precisam manter seu amor em segredo, e são forçados a se ver como dois desconhecidos na escola. E, como se isso já não fosse difícil o bastante, eles ainda precisam tentar de todas as formas superar os antigos problemas e sobreviver a novos e inesperados conflitos.

172 horas na lua– O ano é 2018. Quase cinco décadas desde que o homem pisou na Lua pela primeira vez. Três adolescentes comuns vencem um sorteio mundial promovido pela NASA. Eles vão passar uma semana na base lunar DARLAH 2 – um lugar que, até então, só era conhecido pelos altos funcionários do governo americano. Mia, Midore e Antoine se consideram os jovens mais sortudos do mundo. Mal sabem eles que a NASA tinha motivos para não ter enviando mais ninguém à Lua. Eventos inexplicáveis e experiências fora do comum começam a acontecer… Prepara-se para a contagem regressiva.

MasterChef Brasil– Não vou colocar a sinopse dele aqui, porque é um livro de receitas, mas como uma viciada em MasterChef, um dos livros que mais quero ultimamente é da Elisa, que foi a ganhadora do primeiro MasterChef Brasil. 

Minha vida fora de série 3– Dois anos se passaram desde a 2ª temporada de Minha vida fora de série. Priscila, agora com 19 anos, percebe que tem que deixar a adolescência para trás e começar a lidar com as responsabilidades da vida adulta: o namoro com Rodrigo, cada vez mais sério; o início da faculdade, que ela ainda tem dúvidas se escolheu a certa; as novidades na família, que mais uma vez transformam seu cotidiano. Mas, como nos seriados que tanto ama, ela também vai passar por muitas reviravoltas e confusões, e descobrir que alguns acontecimentos de episódios passados podem afetar os atuais. Não perca mais esta temporada imperdível da vida fora de série de Priscila.

Esses são os livros que mais quero. Na verdade acho que coloquei todos que quero atualmente, mas como uma leitora que ama ler e que lê muito, a lista sempre cresce, haha. 

Foi isso, espero que vocês tenham gostado. Vocês também querem alguns dos livros que falei acima ? Já leram algum ?

Beijos ❤️

Filme resenha: O primeiro amor 

  Nome: Flipped (O primeiro amor) 

Ano: 2010 

Atores principais: Madeline Carroll – Julianna Juli Baker 

Callan McAuliffe – Bryce Loski 

Duração: 1:30 

Gênero: Comédia dramática, romance. 

O filme ‘O primeiro amor’ ou Flipped, vai contar a história da Juli e do Bryce. A Juli é uma menina de família simples, e o Bryce, não vem de uma família simples. Bryce se muda para o mesmo bairro que Juli, mas especificamente na frente da casa de Juli, e Juli, logo que vê aquele menino novo, se apaixona pelo olhar dele, pelo sorriso dele, enfim, se apaixona por ele. 
  
Porém, a família de Bryan, não vai com a cara da família de Juli. Na realidade, somente o pai de Bryan nunca foi com a cara da família de Juli. E isso me irritou muito, porque muitas vezes o pai dele falava uma coisa que eu tinha vontade de dar um soco no meio da cara dele. 

  

Bryan certa vez, quando Juli começa a entregar ovos para a família dele, em uma “briga” com a família, ninguém mais come o ovo, e ele tem que jogar fora toda vez que a Juli entrega os ovos para ele, porque ele tem “medo” de falar com ela. Até que certa vez, ela vê ele indo jogar fora os ovos, e os dois começam a pensar. 

Depois de tanto tempo, será que Bryan gosta de Juli ? Será que Juli gosta de Bryan ? Será que Juli não gosta mais de Bryan ? Será que Bryan não gosta de Juli ? 

  

  Eu achei o filme realmente ótimo, tem umas mensagens lindas (que vou deixar no final do post para vocês), e o final do filme é lindo. 

Ele não é aquele filme de você falar que levou uma grande lição pra vida inteira, que o filme mudou a sua vida… Mas é um filme que você fala que é ótimo, que você recomenda, que você tira alguma lição, que você tira mensagens… 

Um dos personagens que mais gostei sem serem os principais foi o pai da Juli e o avô do Bryan, que pra mim foram os que falaram coisas mais bonitas e que os ajudaram a perceber a verdadeira realidade do amor. 

O filme não é tão antigo assim, porém, uma coisa legal é que nele você não vai ver nada de tecnologia (somente alguns telefones com fio ainda), e isso é bom porque aumenta o diálogo deles, o estilo de vida deles muda, tudo muda, e acho muito legal filmes assim. 

Trechos 

   

    
  

E tem um trecho lindo que eu tenho vontade de colocar na parede do meu quarto, porém infelizmente não vai dar pra colocar aqui no blog, porque ele contém 21 fotos e fica muito longo, e aí ficaria ruim para ler. 

Vocês já assistiram o filme ? Gostam dele ? 

E se você não assistiu, ficou com vontade de assistir ? 

вєιʝσѕ 

Resenha: A mais pura verdade – Dan Gemeinhart 

  

Título: A mais pura verdade 

Autor: Dan Gemeinhart 

Páginas: 224 

Classificação: 5 estrelas 

Sinopse: Nunca é tarde demais para viver a maior aventura da nossa vida!

Em todos os sentidos que interessam, Mark é uma criança normal. Ele tem um cachorro chamado Beau e uma grande amiga, Jessie. Ele gosta de fotografar e de escrever haicais em seu caderno. Seu sonho é um dia escalar uma montanha. Mas, em certo sentido – um sentido muito importante , Mark não tem nada a ver com as outras crianças.
Mark está doente. O tipo de doença que tem a ver com hospital. Tratamento. O tipo de doença da qual algumas pessoas nunca melhoram. Então, Mark foge. Ele sai de casa com sua máquina fotográfica, seu caderno, seu cachorro e um plano. Um plano para alcançar o topo do Monte Rainier.Nem que seja a última coisa que ele faça. 

A Mais Pura Verdade é uma história preciosa e surpreendente sobre grandes questões, pequenos momentos e uma jornada inacreditável.

Mark tem 12 anos e tem câncer. Sua doença volta, e, vendo que ele poderá morrer, ele resolve realizar o seu sonho, e uma promessa que fez. Quando o seu avô morreu, ele falou que queria muito escalar o monte Rainier, (que pra quem, assim como eu queria saber como é o monte você pode saber sobre ele clicando aqui) e disse que era pra ele prometer, que um dia ele iria escalar o monte. Promessa é dívida, já se diz o ditado, então, ele queria escalar a montanha, nem que essa fosse a última coisa que ele faria na vida dele. 

Uma coisa somente que me encomodou as vezes no livro era ele achar que ele não precisava de ajuda de ninguém, pra nada. E isso é bem chato porque você não consegue fazer quase nada sem a ajuda de ninguém, sem o apoio, ou alguma coisa assim. 

Ele resolve então fugir, com Beau, seu cachorro, um vira-lata, com a pele mista entre um marrom claro e um marrom escuro, e com um olho verde e um castanho (fiquei morrendo pra querer ver um cachorro assim um dia). São mais de 500 quilômetros para ele chegar até a montanha. A única pessoa que sabe para onde ele foi, é Jess, sua melhor amiga, porém, eles prometeram não contar nunca, para ninguém. 

O livro é contado por duas perceptivas, a do Mark e a da Jess (que também conta as vezes com o pai e a mãe do Mark). Os capítulos do livro não são pequenos, mas não são aquela coisa enormes, ate porque o livro não é grande. Mas se você esta querendo um livro que tenha capítulos pequenos não recomendo este. 

Eu ouvi falar bastante desse livro, mas nunca procurei ver nenhuma resenha ou alguma parte da história do livro, nem a sinopse, porque isso de certa forma, me deixa com mais expectativas do livro e eu acabo não gostando de muita coisa pelo fato de criar muita expectativa. 

O livro então vai contar desde a época que o Mark fugiu de casa até o que aconteceu no final do livro. 

A mais pura verdade é um livro que fala sobre a̠m̠o̠r̠, a̠m̠i̠z̠a̠d̠e̠, o̠ m̠e̠d̠o̠ q̠u̠e̠ a̠s̠ p̠e̠s̠s̠o̠a̠s̠ t̠e̠m̠ d̠e̠ f̠a̠l̠a̠r̠ q̠u̠a̠l̠q̠u̠e̠r̠ c̠o̠i̠s̠a̠ p̠a̠r̠a̠ q̠u̠a̠l̠q̠u̠e̠r̠ p̠e̠s̠s̠o̠a̠, a̠ m̠a̠i̠s̠ p̠u̠r̠a̠ v̠e̠r̠d̠a̠d̠e̠ d̠a̠s̠ c̠̠o̠̠i̠̠s̠̠a̠s̠. É um livro que contém a̠m̠i̠z̠a̠d̠e̠, c̠o̠m̠p̠a̠n̠h̠e̠i̠r̠i̠s̠m̠o̠, c̠o̠n̠f̠l̠i̠t̠o̠ i̠n̠t̠e̠r̠n̠o̠, c̠o̠n̠f̠i̠a̠n̠ça̠… 

Não tem muito o que falar do livro porque não tem muito como falar do livro. É um livro perfeito, que muitos podem achar bobo, mas é muito bom. O livro me fez refletir muito, e ver também que cachorros são uma das melhores coisas que o ser humano pode ter. 

Recomendo muito o livro, muito mesmo, mesmo que essa resenha tenha ficado ruim e eu não tenha falado muito do livro, ele é muito bom. 

Autor 

            
Eu nasci em Frankfurt, Alemanha – mas só porque meu pai estava no Exército. Minha família se mudou muito quando eu estava crescendo, então eu fui para uma escola diferente quase todos os anos, até que eu estava no ensino médio. Este foi difícil, mas também me deu um monte de experiências interessantes e provavelmente acabou fazendo de mim uma pessoa mais forte, mais confiante. Eu terminei o ensino médio em Kennewick, Washington, onde eu conheci essa garota chamada Karen. Eu tinha uma grande paixão por ela. Felizmente para mim, o esmagamento foi eventualmente mútuo. Então eu fui para a faculdade na Universidade de Gonzaga, em Spokane, Washington, onde estudei história e como ser um professor. Quando me formei, casei-me com aquela garota chamada Karen (e nós ainda estamos casados ​​hoje). Depos, nos mudamos para Wenatchee, Washington, onde eu tenho um trabalho de sonho como um bibliotecário. Minha esposa é uma professora de Inglês na cidade vizinha de Cashmere, onde vivemos. Minhas três filhas são uma constante fonte de risos e sonolência. Eu escrevi durante dez anos antes de finalmente chegar o meu primeiro livro publicado, mas foi totalmente pena todo o trabalho e toda a espera. Eu não acredito em desistir e não acho que você deve, também.

Livros publicados 

– The Honest Truth (A Mais pura verdade)