Coisas que aprendi com Friends 

  
Foi Friends que me ensinou muitas coisas, somente com essas 10 temporadas. Foram eles que me ensinaram que todas as coisas desastrosas da vida, podem ser engraçadas se olhadas por outros olhos, que tudo se ajeita, e que quem você ama vai ficar com você pra sempre, não importa o que aconteça. 
Foi o Joey que me ensinou que comida, de forma alguma, se divide, mas que as vezes, comer a comida da outra pessoa não faz mal. Ele que me ensinou algumas táticas de atores, principalmente a de quando se esquece a fala. Foi ele que me ensinou a tática infalível de flertar (How you doin’ ). Ele me ensinou a falar francês (blee bloo blah bay). Ele que ensinou a solução do problema da geladeira, e se a sua quebrar e você ter que perder todas as comidas ? Esta louca ? Se a sua geladeira estragar, você tem que comer tudo o que tem dentro dela, TUDO mesmo. Me ensinou que colocar plástico bolha em volta da cabeça e pedir para as pessoas bateram na tua cabeça é uma ótima brincadeira. Ele que me ajudou a tomar um galão de leite em 10 segundos, não importa se pouco leite ir para a sua boca, o bom mesmo é tomar um banho de leite. Nunca julgue um livro pela cara, ou melhor, um cachorro pelo rosto. É por ele que até hoje procuro meu gêmeo de mão, porque todos tem um gêmeo de mão. Ele que me deixou curiosa querendo colocar a cabeça dentro de um peru, mas ao mesmo tempo me mostrou para não fazer isso. Ele também me fez ver que se tiver uma oportunidade de comercial de batom japonês, eu não posso participar. Ele também me mostrou que se interessar pela pessoa que seu amigo ama, não acaba bem. Ele me mostrou que um cochilo no colo do melhor amigo é o melhor cochilo que uma pessoa pode ter. Ele me ensinou a ir atrás dos meus sonhos, não importa as dificuldades que apareçam. Ele que me ensinou com seus momentos de lerdeza, que todos são lerdos. Que se você estiver vendendo uma estante para um estranho, em hipótese alguma, faça ele duvidar que você caiba dentro dela, a menos que queira que tudo seja roubado. Que se a pessoa não gosta de você, a opinião dela não passa de ‘mu’. Foi ele que me mostrou que se um dia aparecer pornô de graça na televisão, você nunca pode desligar ela. Ele me mostrou que a técnica do abraça, empurra funciona.
Foi o Chandler que me ensinou a fazer piadas, mas também me mostrou que piadas todas as horas nem sempre são boas. Ele que me mostrou que quando a pessoa que você ama, sonha com alguma coisa, o seu sonho também pode ser isso. Foi ele que me ensinou a dançar como se ninguém estivesse olhando, mesmo que alguém estivesse olhando. Não se gabe porque você tem o maior pedaço de chescake, antes que ele caia no chão e você tenha que dividir ele todo. Ele me ensinou que a melhor forma de dar um tempo depois de pular na cama, é brincar com seu amigo, batendo no rosto dele coberto de plástico bolha. Se você for viajar com sua mulher, não der certo, e você quer pegar o dinheiro do quarto de volta, vá com seu amigo e pegue tudo do hotel possível e leve na mala. Foi ele que me ensinou que a desculpa para ir dar uns pegas na pessoa que você ama escondido, é falar que vai à lavanderia. Foi o Chandler que me mostrou que fumar as vezes não faz mal, mas que também faz mal pra saúde. Que você não deve ter vergonha de nada, nem se seu pai for um drag queen que traiu a mãe com outro homem. Ele que me mostrou que paredes de hotéis são super finas. Ele que me mostrou como não sorrir para fotos. 
Foi o Ross que me ensinou a tomar muito cuidado e não falar o nome errado no altar. Ele que me ensinou a não deixar o gel branqueador por muito tempo nos dentes. Ele que me ensinou a ficar sempre alerta com a técnica do Unagi, e que Unagi não é um prato de comida japonesa. Ele que me ensinou a jamais misturar creme hidratante e talco, e, só usar calça de couro poucas vezes. Ele me ensinou que passar um sofá pelas escadas não é uma boa ideia. Ele me ensinou a ter mais cuidado na hora de roubar hidratantes e shampoos dos hotéis, e guarda tudo em sacos plásticos bem fechados. Ele me ensinou a nunca contar Mississipi em uma cabine de bronzeamento, mas também me ensinou a contar Mississipi. Ele me ensinou a nunca jogar o seu sanduíche fora, ou coisas ruins poderiam acontecer. Me ensinou a nunca usar a desculpa “Nós estávamos dando um tempo” para um namoro. Me ensinou a tomar o maior cuidado do mundo quando for me casar, para não falar o nome da pessoa errada. Me ensinou a nunca deixar um macaco perto do controle remoto da TV. Me ensinou a sempre me certificar de que eu estou sozinha antes de fazer algo embaraçoso. Me mostrou que não sou apenas eu que falo que estou bem mais por dentro estou me matando, e me mostrou que as vezes a gente deixa transparecer um pouco. Me mostrou para de forma alguma ficar bêbado com a ex em Las Vegas. Ele que me ensinou que camisinha só funciona 97% das vezes. 
Foi a Phoebe que fez “Smelly Cat” virar uma das minhas músicas preferidas. Foi ela que me fez perceber que roubar uma criança com um cabo de aço pode dar certo. Que o amor verdadeiro vem na hora que a gente mais precisa, e em momentos inesperados eles podem fazer as três palavras que mudaram a sua vida. Que pessoas da rua, são simples, mas as vezes tem um coração melhor do que qualquer outra pessoa. Que cada pessoa tem a sua ‘lagosta’ e que um dia todas irão encontrá-las. Foi a Phoebe que me ensinou a não me deixar afetar pelo o que as pessoas dizem ou acham. Foi ela que me fez acreditar que depois que sua mãe morre, ela pode voltar no corpo de um gato. Ela que me ensinou que ajudar as pessoas não custa nada, às vezes somente a dor de ter que abandonar certas coisas. Ela me mostrou que ser vegetariana as vezes pode ter um problema. Foi a Phoebe que me ensinou a nunca namorar uma pessoa que não usa roupas íntimas, pois isso as vezes pode ser ruim. Foi ela que me ensinou que se eu achar um distintivo policial, devo usar, até na frente do dono. Foi ela que me ensinou a tocar violão sem tocar nele.

Foi a Monica que me ensinou que limpeza as vezes é bom. Que gastar dinheiro com casamento é importante. Que ter filhos pode ser uma das melhores sensações do mundo. Que um pouco de loucura não faz mal. Foi ela que me ensinou a fazer, ou a não fazer um discurso para o aniversário de casamentos dos pais. Foi ela que ensinou, que em hipótese alguma, eu devo apostar o meu apartamento em um jogo de “quem conhece quem”. Ela me ensinou que o mundo real era uma droga, mas que eu iria amar ele. Ela que explicou, que existem 7 zonas básicas erógenas, e que você pode (deve) começar por 1, 2, 3, 1 e 2 e 3, 5, 4, 3, 2, 2, 6, 4, 2, 2, 4 e 7, 5, 7, 6, 7, 7…7…7…7…777777 SETE!!! Ela que me ensinou que se você for atacado por uma água viva, você deve fazer xixi nela, ou pedir para alguém fazer por você. Foi ela que me ensinou que um vestido de noiva pode resolver qualquer problema. Ela me mostrou que emagrecer é sim possível, não importa o quanto você era gordinha. Foi ela que me mostrou que qualquer cabelo fica enorme com umidade. Foi ela que me mostrou que comer cera pra depilar enquanto Ross e a Rachel brigam é a melhor forma de não morrer de fome (literalmente). Me mostrou que a veia da sua testa pode sair do seu rosto quando você estiver com raiva. 

Foi a Rachel que me ensinou a correr atrás dos meus sonhos. Ela me ensinou a não fazer bullying com ninguém, porque depois, ela pode voltar para a sua vida parecida com o Brad Pitt. Ela que se você não tem útero, também não tem opinião (Sem útero, sem opinião). Ela me ensinou que você deve fazer o que quer, e não deve fazer nada que não a deixe feliz. Ela me mostrou que mesmo que um avião não tenha falanges, se todos estão saindo por causa disso, você também deve sair. Foi ela que me ensinou a não escrever coisas inapropriadas nos relatórios do seu assistente, principalmente se você estiver tendo um caso com ele. Que cantar e dançar musicas indecentes na frente da filha pequena não tem problema. Que espiar o cara pelado do prédio da frente é bom. Ela que me ensinou que o amor verdadeiro sempre prevalece. Foi ela que me ensinou que se você não está feliz com quem vai casar, não ama a pessoa, você pode fugir no casamento. Foi ela que me fez de certa forma amadurecer. Me mostrou que um gato feio pode ser caro, e que na hora que eu ver, posso achar bonito e pagar caro. Me mostrou que colocar colírio no olho pode ser horrível…. 
Friends me ensinou muito. Mais me ensinou principalmente, que amigos verdadeiros são para sempre. 

Monica, Chandler, Ross, Rachel, Joey e Phoebe, fazem parte de minha vida, e sempre irão fazer. Por terem me alegrado, me ensinado, me ajudado… 

Eu amo eles. ❤️

  

Anúncios

[642 coisas] No fim, ela é sim meu reflexo. 

  

Ela não lidava muito bem com as palavras pessoalmente, não sabia o que falar, certos assuntos precisam de muito pensamento para não se falar bobagem. Mas com palavras escritas ela se dava muito bem. 

Seu cabelo era curto, mas não tão curto, batia no ombro, e tinha uns cachos definidos e bonitos. Ela tinha uma beleza natural, não gostava de usar maquiagem nem nada do tipo, achava que se uma pessoa tem que te conhecer, que te conheça do jeito que você é, e não com um quilo de pó, base, e tudo o mais relacionado a maquiagem no rosto. 

Seus olhos, castanhos, não pareciam felizes mas não pareciam tristes. Pareciam ter saído de uma desilusão amorosa a pouco tempo, ou ter tido uma perda a pouco tempo, ou qualquer outra coisa que a deixe triste. Talvez mas de uma coisa. 

Gostava de passar um tempo sozinha, pensando, escrevendo, lendo, aprendendo. Na verdade achava que o silêncio tinha mais palavras e sentimentos do que em um festival, onde as pessoas não paravam de falar, amar, chorar, gritar, pular, cantar e se divertir. O silêncio falava muitas coisas e transmitia muitos sentimentos, porém, muitas pessoas não eram capaz de conseguir ouvir isso. 

Sua roupa falava muita coisa, como ela tinha mudado pelo tempo. Antes, seus vestidos falavam o quanto eram ingênua, hoje em dia, sua saia rodada e colorida fala o quanto é feliz. Ou o quanto tentava ser feliz. Seu corpo, ou sua falta de corpo a deixava bonita. Sua cintura era fina, suas coxas não eram grandes, nem pequenas, eram um tamanho bom, mas não pra ela, que queria somente um pouco mais de coxa, porém, era feliz com sua cintura. Nunca tinha feito nada de dieta, mas tinha a cintura do sonho de muitas meninas, e a cintura que a deixava feliz. O sorriso era reto, mas não dizia que já tinha usado aparelho. Teu sorriso transmitia paz para muitos, alegria, felicidade. Sua pele, morena. 

Não usava muitos acessórios, mas não tirava o anel de coco da mão, o anel que demonstrava que amava seu ídolo, Luan Santana, e que aconteça o que acontecer, ele sempre estaria com ela, e ela sempre estaria com ele. E quanta coisa já aconteceu pra ela simplesmente jogar o anel fora e falar que não amava mais ele, que ele não servia pra nada. Mas não, ela amava ele, e ele a fazia muito bem. Seu pescoço as vezes possuía uma gargantilha, mas nunca um colar. O fone de ouvido quase não saia do seu ouvido. Parecia que as musicas transmitiam o que ela precisava ouvir. 

Gostava de passar um tempo com a família e amigos. Valorizava muito cada um deles. Não é muito simpática com pessoas que não são simpáticas com ela, mas se você conhece ela melhor, consegue ver que ela só precisa de amor e carinho. Sorrisos as vezes saem do seu rosto por questões bobas. 

Era forte, pois as coisas que já aconteceram com ela a obrigaram a ser forte, a crescer e a amadurecer. Às vezes pra ela é difícil passar por momentos difíceis, são quando nenhuma amiga entende o que você passa, quando você não sente confiança em contar praticamente nada pra sua família, quando tudo que acontece é ruim. Mas ela consegue. Nem ela sabe de onde consegue encontrar forças para seguir. Talvez seja no silêncio. Ou nas músicas. Ou nos livros. Ou talvez até nos sonhos. Como ela iria explicar alguma coisa que não tinha ideia de como fazia ? Ela se dava bem em escrever e fazer coisas manuais. Não importa quanto tempo ela precisasse para fazer o que queria. Se tivesse o que precisasse, tempo, e silêncio, ela se jogava e dava o seu melhor. No amor não tinha tanta sorte, não até agora. Mas tinha o melhor amor que podia, o da sua família e dos amigos, mesmo as vezes sentindo falta de um amor, ou da amizade de algum menino, se sentia bem. 

Ela se perdia nas palavras, mas se perdia de um jeito bom, de um jeito que a fazia se encontrar. Pode parecer estranho se perder em um lugar e se encontrar, mas não é. Não para quem entende. Ela as vezes era vingativa, mas nem sempre era. Suas atitudes as vezes machucavam mais do que o que ela tinha sido machucada. Isso por uma lado é bom. 

Mas no fim, ela se parece comigo. Talvez ela seja um tipo de reflexo. Me vejo nela. Talvez seja isso. Somente sei que ela ainda tem muito o que viver, experimentar e aproveitar. E espero fazer parte disso. Ela era forte, ao menos pra mim, e eu me inspirava nisso pra continuar. Sou o reflexo dela. Você é de alguém. 

[642 coisas] Afinal, o que é amor ? 

  

Eu sei que um dia vou ver que tudo o que eu fiz só serviu pra me ensinar alguma coisa, e nesse momento vou estar com a pessoa que amo ao meu lado. Vamos estar sentadas, conversando, quando de repente me lembrarei de todas as pessoas que jurava ser meu amor e que não eram, e ver que somente agora encontrei a felicidade, somente agora sei o que é o amor. Somente agora sinto todo aquele arrepio quando ouço o nome da pessoa, tipo aqueles livros, que você pensa que a história só acontece lá, não, a única coisa que falta é o amor verdadeiro. O amor de fazer tudo por uma pessoa, de querer ver a felicidade dela primeiro, porque é a felicidade dela que trás a sua, e depender da felicidade dela pra tua! Amar é quando você sente um frio na barriga ao tocar na pessoa. Quando uma simples mensagem se torna enorme. Quando um simples abraço afasta todos problemas da tua vida. Quando a única certeza na vida que você quer é ficar com ele até ser velhinha, até um ajudar o outro a se levantar, ou até um ajudar a ouvir e o outro a enxergar! Acho que ‘eu te amo’ são frases ditas muito cedo. Você não ama só uma pessoa porque acha ela bonita, ou porque a voz dela é boa, ou porque ele é bom de beijo ou bom na cama, não é por isso que você ama uma pessoa. Você ama uma pessoa pela pessoa que ela te faz ser, pela pessoa que ela te faz sentir, pelo frio na barriga que sente ao falar com ela, pelo sorriso que sai instantaneamente da tua boca quando ele olha para você. 

São gestos simples que mostram o amor.  

Não é um urso maior que você com uma cesta de chocolate enorme que vai demonstrar o que a pessoa sente por você, não é uma festa surpresa super chique com tudo o que você não tem dinheiro pra pagar que vai demonstrar o que a pessoa sente por você, não é um buquê de rosas vermelhas enorme que vai demonstrar o que a pessoa sente por você, muito pelo contrário. O que vai mostrar o que a pessoa sente por você, é o tempo que ela vai passar com você te ajudando nos momentos de dificuldade, as coisas simples que a pessoa vai fazer pra ver apenas um sorriso no teu rosto porque isso pra elas, já é ter um prêmio! O prêmio da pessoa mais sortuda no mundo! 

Talvez amar seja finalmente depois de tanto tempo, encontrar as coisas simples da vida e da pessoa, e aproveitar isso. Amar não é dinheiro, beleza ou presentes caros. Amar é a pessoa demonstrar carinho, educação, e todas aquelas coisas que quando a mãe ensina, quando a gente é criança, a gente pensa ser bobagem.

O amor não vai chegar no início de nossas vidas, muito pelo contrário, o amor vai chegar muito depois, quando você já estiver amadurecido, pois talvez, todo o seu amadurecimento até agora, pode não ter sido o suficiente. 

O amor chega na hora certa. 

Esse é mais um item do projeto 642 coisas sobre a qual escrever, e esse é o item 104 (O que você sente sobre o “amor” ultimamente?) 

[642 coisas] Eu não me arrependo 

  
Eu não me arrependo das horas perdidas para ver teu sorriso. Não me arrependo do dinheiro gasto para ver a tua felicidade. Não me arrependo das pessoas que conheci, dos erros que cometi. Não me arrependo de nenhum erro, para ser sincera. Eles me fizeram sofrer, porém, me fizeram crescer. Não me arrependo dos textos que escrevi para você, e até das horas perdidas fazendo rimas para um poema. A única coisa de que me arrependo é das coisas que não fiz, do tempo que deixei perdido, das oportunidades que deixei pra trás. 

Na verdade hoje em dia percebi que oportunidades não devem ser deixadas para trás. Não vai sair por causa de preguiça ? Ah! Levanta essa bunda do sofá e vai se divertir. Sabe aquele clichê que a vida é muito curta ? É verdade! Não me arrependo de coisas que para muitas pessoas podem ser simples, mas pra mim não e que eu dava muita atenção, me dedicada muito. 

Os poemas que escrevi, as frases, as rimas, que escrevi e que ficaram dentro da minha gaveta guardados, que não mostrei pra ninguém, não me deixam arrependidas. Foram pra você e de um jeito ou de outro me fizeram amadurecer, crescer. Na verdade a frase não me arrependo trás muitos sentimentos. Posso não me arrepender de você, mas me arrependo de coisas que posso ter feito com você. Pode parecer sem sentido, mas não é. 

Você sempre vai se arrepender de alguma coisa. Não importa o quanto você fale que não se arrepende de nada, no fundo você se arrepende de muita coisa, porém, não quer lembrar dessa coisa, porque ela não te faz bem! Não adianta falar que estou mentindo pois sei que não. Não me arrependo de tudo, tudo que errei me fez crescer, e mesmo que me arrependa de alguns erros, não me arrependo de todos. O que eu seria sem eles ? Uma garotinha ingênua que não sabe nada da vida e que só iria levar soco da vida. Sou grata aos meus erros, mesmo me arrependendo de alguns. E tenho certeza que você também é. 

Na verdade nem gosto de falar disso, nunca fui dessas que fica revivendo o passado. Prefiro muito mais o presente. Pra mim o passado serve somente para não cometer os mesmos erros novamente. E as vezes lembrar de algumas pessoas. Qual outra coisa ele faz ? Somente te deixar triste sem vontade de seguir a vida. 

Esse texto faz parte do projeto 642 coisas sobre a qual escrever que você pode conferir clicando aqui ou aqui. Esse foi o item 210, e vou continuar escrevendo muitos. 

O amor também não dura pra sempre… 

 
 Andei pensando, e hoje percebo, que tudo o que eu fiz, não serviu pra nada. 

Tudo o que eu fiz, não mudou nada, somente continuei sendo a mesma garota de sempre, porém, sem tua atenção. 

Talvez você nem saiba, até hoje não percebeu, mas fiz muita coisa por você, fiz muita coisa por nós, um nós que não existiu e que nunca vai existir. 

Ta sendo difícil. Na verdade nunca foi fácil. 

Nunca foi fácil fazer as coisas por você e não ter um amor retribuído, não ter ao menos um sorriso ou uma mensagem de “bom dia”, que não fosse apenas uma resposta pro meu. 

É incrível como as pessoas podem nos machucar tanto, incrível como elas conseguem destruir o nosso dia, com apenas uma mensagem não respondida, ou simplesmente um sorriso não retribuído. 

Mas eu vou conseguir, vou conseguir dar a volta por cima e ser feliz, te mostrar, que o que você perdeu, não era apenas uma “menininha frágil, pequena e não madura” que você pensava que eu era. 

Nem vou fazer as coisas por você, não vou mais fingir que estou me divertindo pra você pensar que eu estou feliz e talvez prestar atenção em mim, muito menos que estou triste pra você me perguntar o que aconteceu comigo. Vou me divertir sem pensar em você, sem fingir, vou me divertir por mim, porque eu mereço ser melhor que você.

Não vou mais te chamar, não vou mais sorrir toda vez que olho pra você, e, mesmo sendo difícil, não vou mais te amar. 

E, se sentir falta, se sentir saudades, não vou lhe chamar, posso reler as conversas, posso ver fotos, posso ouvir música, mas o orgulho não vai falar mais auto. 

Quando você sentir falta, da menina que te amava, que fazia tudo por você, vai ser tarde, porque eu não vou estar aqui, você vai ter perdido um amor, vai ter perdido uma pessoa especial. 

Mais vai ser tarde. 

Esse texto é de minha autoria, por tanto, se pegar, deixe os créditos. 

Beijos ❤️

Dia dos namorados sozinha ? 

  
Uma coisa que estou vendo todo mundo postando é: “vou passar o dia dos namorados sozinha 😭” “vou chorar porque vou passar o dia dos namorados sozinha”! Gente! Aproveita! Ser solteira é a melhor coisa, poder sair sozinha, dançar, pular, aproveitar, sem nenhuma briga com alguma pessoa que você ama. 

Sabe qual é a melhor coisa para se fazer no dia dos namorados? Sai! Vai curtir! Vai pra uma balada, aproveita. Aproveita porque quando você começar a namorar vai reclamar “saudades da época em que podia sair sem ninguém pra encher a paciência”. Não vem querendo ficar o dia inteiro deitada, assistindo série e comendo sorvete. Isso é aproveitar a vida ? Não! 

Temos que aproveitar cada dia como se fosse o único, ao em vez de reclamar nas redes sociais que você não tem namorado, vai curtir, vai sair, vai cantar, vai dançar! É sexta feira, menina, aproveita! Não perde seu tempo falando do amor que você ainda não tem, porque o amor que você precisa vai chegar na hora que você mais precisar, na hora mais exata. Vai por mim, sei que você pode pensar que não sei de nada, mas sei. 

Agora vai, sai da frente desse computador, para de reclamar, e vai chamar as amigas pra sair, vai escolher sua roupa, vai ver o que vai rolar na semana. 

Vai ser bem melhor. 

Beijos, aproveita! ❤️

[BEDA 17] Uma carta de amor para quem já se foi.

Oi, tudo bem ? Quanto tempo!

Um rio de lembranças me atingiu hoje. Me lembrei de você. 
Eram lembranças boas e bobas, daquelas que nos fazem rir, e como você ainda deve se lembrar, são as minhas preferidas.
Por onde você anda? Pensei que o destino ia nos separar desse jeito. Ele gosta de brincar com a gente, né? 
Sempre tive um amor muito grande por você, e pequenos gestos teus eram os que mais me marcavam. 
Vivíamos juntos desde pequenos, e desde então, vi que o amor que sentia por você não era somente um amor de melhores amigos. Lembra quando eu fiz 6 anos, que você me deu um brinco lindo de aniversário ? Era um coração, lembro que você me abraçou, e disse que aquele brinco era o significado do que você sentia por mim. Na época não entendi muito bem, mais depois percebi que você estava falando do seu amor. Até hoje uso o brinco, confesso, não consigo te largar por completo. 
Mas a vida é assim, e sempre vai ser. Um dia a gente ganha, no outro a gente perde. Mais eu não queria te perder, de jeito nenhum! Infelizmente eu não mando na vida. Bem que eu queria, pois você agora estaria do meu lado, e eu não estaria sozinha escrevendo esta carta.
Não entendo por que você sumiu, de tudo. Das redes sociais, das conversas das pessoas, sumiu do mundo. Ou do meu mundo. Talvez você não queira mais saber de mim.
Tudo ficou sem cor depois que você saiu da minha vida, tudo perdeu a graça. Não vejo mais nada como antes.
Já tentei inúmeras vezes, mas parece impossível tirar você da minha mente, e do meu coração.
Meu deus, que saudades de você! Saudades do seu sorriso, e do seu abraço. Do seu jeito fofo de falar quando estava estressada. Do jeito que você ficava triste quando nos dois brigávamos. Quando estava triste, e você sempre estava do meu lado, independentemente do que acontecesse. De quando nos ríamos juntos de coisas idiotas… Saudades de tudo.
Você foi muito importante na minha vida, sempre vai ser.
Fiz essa carta pra você, pra nunca mais se esquecer, que eu ainda tô aqui, e que pra sempre vou te amar. E quando ler você vai saber, que nada foi em vão, tudo que eu fiz foi por você.
De todo meu coração, e com toda a sinceridade e saudade que tenho…

Eu ainda te amo, muito.